Lisaac

Sementes da Palavra, É tempo de semear

«

»

nov 29

RETRATOS DA FAMÍLIA – 2ª PARTE

FAMÍLIA PÓS MODERNA

A FAMÍLIA NA PÓS-MODERNIDADE - 

PARTE II  - 

*Por Pastor Elton Pothin  - 

            No artigo anterior, problematizamos a questão da família, vendo os diversos aspectos negativos da mesma na pós-modernidade, fruto do processo histórico pelo qual passamos. Numa palavra, podemos dizer que a pós-modernidade traz uma cultura que rompe com a tradição cristã da responsabilidade, dos limites, do respeito e da solidariedade. 

            Mas há que se considerar que a família é boa criação divina, mesmo que ameaçada. E o primeiro passo é reconhecer que essa ameaça não é somente por fatores externos, mas interna, pela falta de convicção cristã das próprias famílias que se dizem cristãs! 

            O Evangelho de Jesus Cristo coloca critérios de perdão, de fidelidade, de respeito, de solidariedade. O consumismo e o egoísmo são contrários ao Evangelho de Jesus Cristo. E estes valores precisam ser colocados na mente e no coração dos nossos filhos e filhas já desde que têm poucos meses de vida! 

            Mas é preciso considerar que são os adultos responsáveis que devem primeiro passar pela mudança, pela “conversão”, se quisermos usar este termo. O adulto responsável precisa aprender que permissividade não vai criar uma criança mais feliz porque ganha tudo o que quer, mas que vai criar uma pessoa frustrada, com baixa auto estima. A educação que permite tudo, sem limites, é uma das principais razões da drogadição e da criminalidade juvenil. 

            Neste sentido, já a Sagrada Escritura já nos orienta: Provérbios 22.15 - É natural que as crianças façam tolices, mas a correção as ensinará a se comportarem. Provérbios 23.13 - Não deixe de corrigir a criança. Provérbios 29.15 - É bom corrigir e disciplinar a criança. Quando todas as suas vontades são feitas, ela acaba fazendo a sua mãe passar vergonha. 

            Mas, como disse, a mudança precisa começar com os pais, os adultos responsáveis. Nos artigos anteriores já apontamos neste sentido (veja artigos “Os pilares da família” e “investir no relacionamento”). O bom relacionamento do casal (os pilares da família) é de fundamental importância na orientação dos filhos, porque os filhos um dia serão a cópia dos pais no sentido de viverem o exemplo recebido, tanto positivo quanto negativo. É necessário que a relação entre marido e esposa seja valorizada. O diálogo, a compreensão,   respeito, a fidelidade entre o casal são de fundamental importância e irão refletir na educação dos filhos. 

            O importante neste processo é não se “deixar levar”. Muitas vezes se diz: “todo mundo” se separa, “todo mundo” trai. “Todo mundo” faz assim. “Todo mundo” deixa os filhos fazerem isso e aquilo. Ao que sempre respondo: Eu não me chamo “todo mundo”. Eu me chamo Elton! 

            Resistir é o primeiro passo. E, junto a ele, vem o segundo: o de dar testemunho de casal e família cristã! A família passou de um período de autoritarismo masculino para o extremo do liberalismo desenfreado. Precisamos é um casamento e uma família com base cristã: amor, respeito, fidelidade, perdão, limites.  Comece por você. Comece por sua família. Cada um fazendo sua parte, somando forças com pessoas que também assim agem, poderemos construir um futuro melhor, de acordo com os valores cristãos.

_____________________________________________
*Pastor Elton Pothin, é natural de Arroio do Tigre-RS, formou-se em Teologia pela Faculdade de Teologia da Escola Superior de Teologia da Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil em São Leopoldo/RS, em julho de 1993. Atuou como Pastor nas Comunidades de Teutônia/RS; Martin Luther (Joinville/SC) e, ultimamente, está à frente da Comunidade Evangélica de Confissão Luterana em Petrópolis-RJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Apoio: